sábado, 12 de setembro de 2009

canto do olho

Escaldando, moendo, gemendo,
partiu-se àquela corda,
voou pedaços de tudo,
coisas tantas esquecidas, outras largadas.
O inverno esquentou.
Sabe o final de tudo?
Eu não sei,
quem saberá?
Foi-se.
Perdeu-se.

Um comentário:

Vinícius Aguiar disse...

Esse "final" realmente ninguém nunca conhecerá, até porque o final quase nunca acontece!

Parabéns!

Novos espaços, outros cantos


Cabeças Cortadas Universo de Retalhos - Parceria com minha irmã Danielle Freitas

Parte de mim - o que vira escrita...

Os que me olham, me sentem e me acomapanham

Contador de visitas

Contador de visitas