terça-feira, 8 de março de 2011

Porta retrato em branco

Parte de mim está seguindo e a outra parte segue junto, afinal, não posso me dividir, não posso me deixar. Estou concentrado em não ficar correndo atrás de minha cauda. O navio dos sonhos já não me interessa mais; Realidade, isso sim é relevante, os desatinos já não cabem mais em meu roteiro, erros devem existir, fazem parte da existência, mas permanecer neles, é fraude, é burrice, isso também já não me cabe mais. Que venham as horas, os dias, os meses, os anos. Definitivamente começo a marcar meus passos no chão.

Nenhum comentário:

Novos espaços, outros cantos


Cabeças Cortadas Universo de Retalhos - Parceria com minha irmã Danielle Freitas

Parte de mim - o que vira escrita...

Os que me olham, me sentem e me acomapanham

Contador de visitas

Contador de visitas