sábado, 9 de agosto de 2008


Palitos de fósforo usados em cima da mesa.
Cinzeiro que apara o cigarro queimando.

A fumaça paira o ambiente como névoa.
Um olhar denso de um para o outro.

Reina um silêncio ensurdecedor e o tempo parece não passar...

Nem um dos dois quer dar o primeiro passo, ceder...

Mas num determinado momento as mãos deles se tocam a medida que vão pegar um novo cigarro... O motivo que precisavam para um novo olhar, um sorriso complacente e uma nova conversa.

Tudo se resolve, tudo se acalma.

Nenhum comentário:

Novos espaços, outros cantos


Cabeças Cortadas Universo de Retalhos - Parceria com minha irmã Danielle Freitas

Parte de mim - o que vira escrita...

Os que me olham, me sentem e me acomapanham

Contador de visitas

Contador de visitas