segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Brasão do Respeito - Alafiá

Saudando o mensageiro cheguei. Vim pra cantar na chuva e ver o arco-íris que vem com ela, ouvir os trovões que estremecem os que me querem mal; Vim para saldar o sol, buscar luz que vem do verde das matas, dos raios que riscam o céu, dos ventos que varrem a maldade, sentir a energia que me prepara para as guerras diárias que a vida propõe; Pedir benção as lagoas e a lama que há no fundo delas, banhar-me na beira do mar que retira todo o mal, bem como lavar minha cabeça no mais lindo rio, com suas águas doces, descansar a sua beira e escutar o silêncio que cura as chagas do corpo e da alma. Comer o mais branco inhame pilado e aprimorar os sentidos, equilibrar minha cabeça; Curvar-me diante do Tempo e sair para o mundo, pronto, respeitador e forte.

Mojubá Lailai! (Apresento meu humilde respeito para sempre!)

Nenhum comentário:

Novos espaços, outros cantos


Cabeças Cortadas Universo de Retalhos - Parceria com minha irmã Danielle Freitas

Parte de mim - o que vira escrita...

Os que me olham, me sentem e me acomapanham

Contador de visitas

Contador de visitas