quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Colo de mãe


Meio perdido, procurando pensar nas coisas boas, nas paixões do passado, no meu amor incondicional pela minha eterna grandona e imaginando o que ela me diria nesse momento tão forte da minha vida, choro... Fico triste, não pela saudade somente, mas porque não consigo saber mesmo o que fazer, que caminhos percorrer, que passos dar primeiro. Queria o seu colo mãe, por mais que fosse por pouco tempo, mas esse tempo seria esclarecedor e confortante.

Mas tudo bem, estás com Deus e o muito que posso fazer, é pedir a Ele que me ilumine.

E assim sigo...

Nenhum comentário:

Novos espaços, outros cantos


Cabeças Cortadas Universo de Retalhos - Parceria com minha irmã Danielle Freitas

Parte de mim - o que vira escrita...

Os que me olham, me sentem e me acomapanham

Contador de visitas

Contador de visitas