sexta-feira, 11 de junho de 2010

Branco, preto e rosa

Na sala, na cozinha, no quarto, em qualquer lugar em que eu esteja nessa bendita casa, pairo os pensamentos em você, no que realizamos quando estivemos juntos e no que pode acontecer. Êxtase, beijos, abraços, paixão, tesão, paixão, sussurros, toques, afagos, suspiros, corpo, alma. Tão presentes estivemos e os próprios presentes fomos um para o outro. Ao tudo em nada, pouco tudo, tempo e espaço, na vaidade ou loucura, em sabor de de quase pouco tempo juntos, tanto tempo distante, e mesmo assim eu passei, eu consegui, deixei-me te amar. E assim, conquistando você - declarando-me, mostrando-me, sendo-me, apaixonando-me, amando-te, indo, louco por cada segundo ao seu lado, em qualquer lugar onde pude chegar fisicamente. E quando não, deixei meus pensamentos fluírem e minh'alma viajar ao teu encontro, para matar essa saudade que as vezes predomina. E sempre procuro re-lembrar, pois de passado também vive o homem e eu não menos distante, busco-te em mim, no meu arquivo mental e carnal, e completo ouvindo sua voz por quantas vezes for necessário. Sempre.

Nenhum comentário:

Novos espaços, outros cantos


Cabeças Cortadas Universo de Retalhos - Parceria com minha irmã Danielle Freitas

Parte de mim - o que vira escrita...

Os que me olham, me sentem e me acomapanham

Contador de visitas

Contador de visitas