quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Vão gritar de meu corpo, Vão sentir de minha alma

Um abraço na querida Van e na doce Roberta Albano
*****
Para se ler ouvindo essa música aí em cima, ou uma ópera (Cármen)
e bebendo suco de melancia gelado ou uma dose de uísque dupla cowboy
*****
Parecia querer morrer de tanto que aquele momento mexia com meu corpo. Parecia até que eu estava saindo de dentro de mim e me olhava de fora pra dentro numa intensidade e voracidade que até tinha medo. A forma que me tomava nos braços, como emaranhava-me com suas penas e consumia e sorvia e beijava e mordia.
Eu não queria morrer, queria ser absorvido mesmo e estar grudado, unido, murmurando de prazer e ouvindo aquela sinfonia toda que emanava do outro corpo. Aquele cheiro de pele suada, lambida, gozada. Eu sentia amor ali, paixão avassaladora, sentia desvanecer, desgarrar algo de mim, eu entregue, eu dado, eu possuído, me pegou, me dilacerou, me fez gato e sapato e me fez pleno. Não perdi nada, não ganhei nada, apenas estive, apenas fui. Faz pouco tempo, faz horas na verdade e ainda posso sentir o peso do corpo, posso sentir o olhar de contemplação de consentimento.
Vai levar alguns dias para ter de novo, para ser, para estar, enquanto isso me toco, me lanço em pensamentos, em devaneios, revivendo em mim o que a pouco me levitava, me pesava, me preenchia. Ah...

2 comentários:

Van disse...

Ai que delícia!
Ai que delícia!
Ai que delicia!

Estou me repetindo?
Desculpe... mas...

AI, QUE DELÍCIA!

Fome. Deu fome.

E a dedicatória foi linda, amore.
Obrigada, viu? Moço delicioso.
;)
Nham nham.
Com todo o respeito tá?
Ah, e aceito a dose dupla cowboy.
De Jack, pode ser?
;)

Bons sonhos, anjo.

Roberta Albano disse...

Nossa
me sinto honrada :)
Obrigada

quanto ao texto
é incrível!
Seux textos todos tem uma qualidade: força;
as palavras nunca são amenas, as construções frasais nunca são também
é tudo muito forte
e tudo muito intenso
parabéns!

Novos espaços, outros cantos


Cabeças Cortadas Universo de Retalhos - Parceria com minha irmã Danielle Freitas

Parte de mim - o que vira escrita...

Os que me olham, me sentem e me acomapanham

Contador de visitas

Contador de visitas