domingo, 16 de novembro de 2008

Sendo


Largado nesse mundo de meu Deus
A espera do todo
Mesmo que não seja inteiro
Não deixando os ruídos intercederem
Proclamando o amor
Aquecendo uma paixão juvenil
Pronunciando os sentimos
Menos o nome que almejo
Olhando as horas
Mas não as vendo passar
No bojo de minha vida

Ando levando poesia

Acreditando em possibilidades

Cantando canções sofridas

Entregando-me e levando-me

No outro o complemento

No tempo o consolo e a pressa

No espaço meu lugar

Lugar nenhum pra não demorar

Correndo, ouvindo, sentindo

Mas tudo procede e prossegue

Nada parece vão

estalos de solidão

Zumbido de exatidão

E o pensamento voa distante

Aéreo, longe

E mesmo espalhado

Resiste a vontade

E me vou

Vou ao encontro

Em busca do outro

Aquele que meus pensamentos consome

Qual desejo arde e meu corpo arrepia

Aquele que mesmo não sendo inteiro

Sinto por todo quando está ao meu lado.

Nenhum comentário:

Novos espaços, outros cantos


Cabeças Cortadas Universo de Retalhos - Parceria com minha irmã Danielle Freitas

Parte de mim - o que vira escrita...

Os que me olham, me sentem e me acomapanham

Contador de visitas

Contador de visitas