terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Levemente doce


Gosto de ter você por perto
Sei jeito amável, doce
Sua serenidade me conforta
Seus dedos mexendo em meus cabelos
Suas mãos macias
Seu olhar terno e transparente
Gosto tanto de sua voz
Que mesmo quando em silêncio
Ela ressoa em meus ouvidos
Você me torna mais vivo
Em ti tenho total confiança
Meu norte, meu guia
Minha esperança, consciência
Meu espelho
Minha certeza leve
Minha conselheira
Linha severa quando tem de ser
Meu laço, meu travesseiro
Minha árvore frondosa
de frutos frescos e levemente doces.

Um comentário:

TH14G0 T disse...

O que mais eu espero?
Que ao provar deste fruto,
guarde as sementes,
plante-as.
E que a colheita seja boa!
Que todos encontrem o sentido, o Norte, que guia para a serenidade!
Abraços!

Novos espaços, outros cantos


Cabeças Cortadas Universo de Retalhos - Parceria com minha irmã Danielle Freitas

Parte de mim - o que vira escrita...

Os que me olham, me sentem e me acomapanham

Contador de visitas

Contador de visitas