quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Perdido



Uma cortina de tecido cru dobrada
Uma vela de sete dias acesa no canto da sala
Uma vontade de ter as coisas organizadas
Olhei tudo, tive uma ideia e apaguei o cigarro
Municiar, pegar, estender, agir, negligenciar, focar, levantar, partir
Verbalizar, verbalizar.
Acho que irei lá em baixo depois, fumar o cigarro apagado
Sentir o ar fresco noturno soteropolitano
Desviar aqueles pensamentos vãos
Insinuar meu corpo sobre o para-peito
Afim de pegar o vento antes dele chegar em mim
Olhar algumas estrelas, todas elas me cansaria
Palavras, palavras.
Procuro algum adjetivo
A fim de não ser tão verbal, tão pretérito, tão futuro, passado o presente
Um tanto perdido, preciso realmente organizar algumas coisas
Como preciso.
Com a ajuda de um amigo de longe
Em busca, a busca.

5 comentários:

_Thiago disse...

Com a ajuda de um amigo de longe
Em busca, a busca.
O desejo de encontrar
algo que nunca esteve perdido
é vontade de mudar o mundo
dar a vida um sentido
falaremos então de problemas
mas seja sincero comigo
e se quiser fazer uma visita, fique à vontade querido amigo.

Anônimo disse...

...Até que tudo parou,
tudo!
Mesmo as águas que bailam
a dança monótona
que é a vida,
a dança que por vezes é proibida.
Será que não se pode viver,
será que não se pode morrer
sem que alguém sofra?
Recomeça a vida
a monotonia
...até que tudo parou...

Anônimo disse...

Afinal, quem é você?

_Thiago disse...

Eu sou você
em um outro lugar
em um outro planeta
versos iguais
o resto é tinta, papel e caneta
não sabemos os passos desta dança proibida
não pise em meus pés
evite o velho, o pó, a bebida
termine o cigarro
a imaginação está servida
o banquete está pronto
assim termina o encontro?

Zingador disse...

Quem sou eu?
Boa pergunta!
Sou aquele que trasmuta, permuta, astutamente se apaixona sempre, ama também e se entrega as palavras, aos versos, a liberdade.
Sou eu mesmo, confugurando e configurado sempre, as vezes com vírus, anti-vírus.
Eu sou eu e você, que é?

Novos espaços, outros cantos


Cabeças Cortadas Universo de Retalhos - Parceria com minha irmã Danielle Freitas

Parte de mim - o que vira escrita...

Os que me olham, me sentem e me acomapanham

Contador de visitas

Contador de visitas